Impressão 3D: como ela está revolucionando a indústria

Por: tegUP, aceleradora de startups. 

 

A impressão 3D está revolucionando a indústria e não necessariamente a impulsionando. Ela está guiando a indústria para o futuro, mas também reduzindo e dizimando os que não entenderem um novo pensamento digital de produção. A indústria de impressoras caseiras não acabou com as gráficas, mas fez com que parte desse mercado precisasse se reinventar, rever preços e agregar valor no serviço. 

 

A impressão 3D não é tema novo, apenas está em uma guinada grande por conta da popularização dos preços – é possível comprar pela Internet uma impressora por menos de 140 dólares em sites americanos e há várias opções que permitem que você compre as peças e monte em casa sua impressora 3D. 

  

O uso da impressora 3D se divide em duas vertentes principais: prototipagem e manufatura aditiva. No primeiro caso, ela é uma ferramenta ideal para startups e empresas no geral, por permitir que qualquer produto seja testado antes de se alterar uma linha de produção para tal. A prototipagem faz parte do pensamento de design thinkingmuito usado pelas startups por ser um método rápido de teste, identificação de erros e de possibilidades e, consequentemente, inovação. 

 

Já há várias empresas no Brasil para esse tipo de serviço, que variam o custo de acordoprincipalmentepor conta do material usado para impressão. Entre os materiais utilizados em impressão 3D estão o filamento de plástico ABS ou PLA (em torno de R$150 o quilo) e resina líquida, mais cara (cerca de R$ 500 o quilo). 

 

Já para a manufatura aditiva, a mudança é drástica. Saem as linhas de produção em massa, entram as produções sob demanda ou personalizadas com o gosto do freguês – uma demanda antiga, mas agora possível de ser entregue em escala e com menores preços. Com isso, cria-se uma valorização do produto personalizado para o cliente e uma mudança, até mesmo, na hora da compra: crescente no ambiente online e decadente nas lojas físicas.     

 

Algumas das áreas que estão usando a impressão 3D com mais força são:     

Educação – substituindo maquetes na educação básica e permitindo o teste de produtos e de cenários na graduação e nos laboratórios de pesquisa das universidades; 

Automotivo  já está utilizando a impressão 3D em partes internas dos carros e em algumas peças. As maiores do mercado já estão utilizando a tecnologia para personalizar partes dos carros e donos de carros antigos também imprimem com terceiros as peças que nunca seriam encontradas no mercado tradicional;  

Aviação – berço da inovação, esse setor não é diferente quando se trata de impressão 3D. A Boeing já utiliza mais de 20.000 partes impressas em 3D em seus aviões, destacando principalmente o ganho com a precisão das peças, segurança e redução do peso na comparação com as peças originais;    

Construção – Nos Estados Unidos, pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia, desenvolveram uma impressora tridimensional que se movimenta em uma estrutura de trilhos é capaz de construir casas em menos de 24 horas utilizando argamassa. No mesmo País, a Apis Color é capaz de imprimir uma casa de 38m² em 1 dia e por menos de 10 mil dólares. Na China, WinSun foi pioneira na construção de um prédio com peças elaboradas em uma impressora 3D 

Medicina – Próteses de baixo custo feitas com impressão 3D estão não só revolucionando esse setor como causando uma revolução social, com pessoas com deficiência motora voltando a ter uma vida normal;   

 

E enquanto a tecnologia se desenvolve, também cresce a necessidade de novas habilidades dos profissionais da indústria. Saber utilizar o CAD ou outras ferramentas de projetos digitais já é praticamente obrigatório. Entender como funciona a lógica de máquinas-robôs e como controla-las também passa a ser um diferencial.  

 

Ainda para quem está na frente de criação de produtos, a mudança é mais profunda: no mindset. Quem cria um produto hoje precisa entender que não se trata mais de um objeto unificado para a massa, mas sim de uma produção que pode ser feita sob demanda, personalizada e individualizada em cada mínima preferência do consumidor.  Esse consumidor, por sua vez, não aceita mais peças com pequenos defeitos, exige alto grau de qualidade e rapidez na entrega – geralmente sem sair do conforto de sua casa. Em um próximo passo, pode até deixar de comprar muitos itens que compra atualmente para adquirir apenas os projetos e imprimi-los em casa, mudando toda a enorme cadeia que temos hoje de transportes, logística e distribuição.  

 

 

Sobre o Autor 

tegUP é uma aceleradora de startups e braço de inovação aberta da Tegma Gestão Logística. A aceleradora apoia startups e empresas de tecnologia transformadoras que ofereçam produtos, serviços e tecnologia relacionados ao universo da Logística, apresentem alto potencial de evolução e necessitem de algum tipo de suporte para acelerar seu crescimento.  

www.tegup.com  





© TegUP Ventures 2022. Todos os direitos reservados. Imagens meramente ilustrativas.

Siga-nos nas redes:

Facebook Linkedin Instagram
.